gestor escolar

Qual é o papel do gestor escolar?

Compartilhe
Compartilhar no facebook
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no email
Compartilhar no twitter

Sumário

O gestor escolar exerce um papel fundamental para garantir o sucesso de uma instituição de ensino. Seu papel é de assegurar o bom desempenho da escola e de encontrar soluções para os desafios que prejudicam o aprendizado dos alunos.

Além de funções administrativas e gerenciais, o gestor também exerce outras importantes funções, como liderar a comunidade escolar, assumindo a mediação e a coordenação de professores, pais e alunos durante a elaboração e a execução do Projeto Político Pedagógico.

Portanto, é importante que a gestão escolar crie um ambiente que incentive a participação ativa de todos e que garanta a melhoria da qualidade de ensino.

gestor escolar

Neste artigo, vamos nos aprofundar sobre o papel do gestor na escola, as suas principais funções e objetivos, além de apresentar quais são as habilidades esperadas de um bom gestor escolar.

O que é a gestão escolar?

O conceito de gestão surgiu no campo empresarial para definir o modelo de organização e administração das empresas.

Antes de ser empregado no contexto escolar, o conceito enfrentou resistência de educadores mais tradicionais que identificavam sua utilização como um distanciamento dos objetivos pedagógicos.

Apesar disso, o conceito de gestão foi aplicado nas instituições de ensino e, cada vez mais, ganha força e importância.

Principais objetivos da gestão escolar

A gestão escolar, da mesma forma que a gestão empresarial, é utilizada para descrever a forma com que as escolas se organizam e são administradas. 

A grande diferença é que a gestão escolar apresenta uma visão holística sobre a escola, reunindo e analisando informações das mais diversas áreas (pedagógica, administrativa, financeira, gestão de pessoas, marketing e comunicação).

Sendo assim, a gestão traz benefícios profundos quando aplicada nas instituições de ensino, isto porque se trata um modelo que privilegia a interação entre os setores através do gerenciamento de pessoas, de processos e de estratégias em direção a um objetivo comum.

Gestão x Administração

A gestão se difere da administração escolar. Ela não se limita a aspectos técnicos e por isso, promove atividades que melhoram a qualidade do ensino e o ambiente escolar para os alunos, para os profissionais e para toda a comunidade que faz parte dela.

Em linhas gerais, a gestão escolar lida com aspectos pertinentes da rotina educacional e assim, promove melhorias nos processos internos. Tudo isso, com objetivo principal de oferecer um ensino de qualidade aos seus alunos e formar bons cidadãos.

Se você quiser conhecer mais sobre o funcionamento da gestão escolar, suas características e como ela se divide, acesse o artigo completo que preparamos sobre o tema.

Qual é o papel do gestor escolar?

O gestor escolar tem o papel de gerir a escola a partir das diretrizes e políticas públicas educacionais, além de implementar o projeto pedagógico de maneira a garantir que os estudantes atinjam os objetivos desejados.

Assim, o objetivo central da gestão é garantir a qualidade de ensino e de aprendizagem para os alunos. Para isso, é necessário que o gestor assuma o papel de articulador entre todas as questões que envolvam a gestão pedagógica.

Quando bem gerenciada, a gestão pedagógica é a responsável por garantir os objetivos da escola, através do planejamento, do acompanhamento e da avaliação de desempenho dos alunos, dos professores e de toda a equipe escolar.

Ao assumir a gestão de uma escola, o gestor deve proporcionar condições para que ela torne o ambiente educacional horizontal e colaborativo, permitindo a participação de todas as pessoas envolvidas na comunidade escolar.

O gestor escolar tem como principais objetivos:

  • Liderar a equipe escolar;
  • Envolver a comunidade escolar e aproximar as famílias da escola;
  • Conduzir a construção do Projeto Político Pedagógico;
  • Garantir o cumprimento do calendário escolar;
  • Valorizar e coordenar os colaboradores e professores;
  • Garantir o bom desempenho dos processos de ensino aprendizagem, intervindo quando for necessário;
  • Criar condições para capacitação continuada dos professores e profissionais da escola;
  • Gerir de forma transparente e responsável os recursos humanos, materiais e financeiros da escola.

Qual é a diferença entre o gestor escolar e o diretor da escola?

A figura do gestor escolar ganhou destaque a partir das reformulações da educação propostas após a adoção da gestão escolar democrática no final dos anos 1980.

Esse modelo de organização garante a participação de gestores, professores, funcionários, pais, alunos e todos os envolvidos na comunidade escolar nas decisões, incentivando a criação de um ambiente horizontal e colaborativo.

Dessa forma, a gestão democrática escolar transformou os papéis e as funções envolvidas com a administração escolar.

O diretor passou a desempenhar um papel de gestor, com atuação voltada para a discussão, o debate e o relacionamento com a comunidade, com o objetivo de assegurar uma educação participativa e emancipadora.

Cinco habilidades de um bom gestor escolar

Além de habilidades técnicas, o gestor escolar deve desenvolver algumas competências que vão ter impacto positivo na sua relação com a escola.

Para gerir uma equipe diversa e autônoma, ele deve ter sensibilidade e tato para lidar com pessoas, responsabilidade e respeito.

Para desempenhar um papel de liderança e influência, é necessário construir e cultivar o diálogo entre as pessoas envolvidas na escola e fora dela.

Confira cinco habilidades esperadas de um bom gestor escolar:

1. Planejamento estratégico

Uma das funções do gestor escolar é a de coordenar a construção do PPP da escola. Essa tarefa exige a participação de muitas pessoas envolvidas nos processos de escuta da comunidade escolar, planos de ação e relatórios complexos.

Para dar voz a todos os participantes e garantir a formulação de um bom PPP, com a definição de objetivos claros e delimitação de prazos, o gestor deve fazer uso de diferentes estratégias, além de delegar e coordenar sua equipe.

Saiba mais >> Dicas de gestão escolar na educação remota e híbrida

2. Mediação de conflitos

O diálogo com a comunidade escolar é essencial para construção de uma gestão escolar democrática, e isso envolve trabalhar com opiniões divergentes sobre as decisões da escola.

Dessa forma, o gestor deve agir como mediador, indicando os melhores caminhos para atender as demandas de todas as pessoas envolvidas e garantir que os resultados sejam compartilhados por todos.

3. Motivação da equipe

Um bom gestor escolar deve envolver seus colaboradores e funcionários com os objetivos da escola e fazer com que todos se sintam como um time.

Faz parte de suas atribuições valorizar o desempenho dos colaboradores, estimular a busca por capacitações e melhorias, incentivar o bom relacionamento entre as equipes, entre outras funções.

O sucesso no desempenho da instituição depende do trabalho conjunto, em harmonia e com respeito. Logo, o gestor que sabe gerir os recursos humanos de sua organização garante bons resultados e uma equipe satisfeita e motivada.

4. Formação continuada

O gestor escolar deve estar em constante atualização. É importante fazer cursos que capacitem o profissional com novas técnicas de administração, com boas ferramentas e com métodos de gestão.

Assim como se ensina para os alunos, a educação não acaba na sala de aula. O gestor precisa caminhar junto com as mudanças que o mundo passa e levar conhecimento para o seu ambiente de trabalho.

5. Inovação em sala de aula

As escolas precisam trazer inovações que deem um diferencial competitivo frente a outras instituições. Por isso, o gestor deve conhecer ferramentas e metodologias de ensino inovadoras que transformem o ambiente educacional com o que há de melhor no mercado.

Além de conhecer as novidades, ele  deve entender como elas podem ser úteis para a realidade da sua escola e capacitar os professores para aplicar as inovações em sala de aula.

Estratégias como o ensino híbrido e as metodologias ativas de aprendizagem são tópicos que devem fazer parte da rotina das escolas do futuro, já que promovem o protagonismo do aluno e mais engajamento com as aulas.

Conclusão

A escola é um espaço que permite a convivência, a construção e a socialização de saberes das pessoas que fazem parte dela. E, para isso, é essencial que todos os envolvidos tenham oportunidade para decidir, pensar e compartilhar, desenvolvendo autonomia no processo.

O papel do gestor escolar é garantir que a educação seja emancipadora e que os direitos sejam respeitados para toda a comunidade escolar.

Assim, além de administrar, o gestor representa um espaço que tem uma função social muito clara: formar cidadãos que vão transformar a sociedade.

Fontes

O PAPEL DO GESTOR NA UNIDADE ESCOLAR: DESAFIOS E POSSIBILIDADES

O gestor escolar e suas ações à frente da gestão

O Papel do Gestor Escolar na Melhoria da Qualidade da Educação

Compartilhar esse artigo:
Compartilhar no facebook
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no email
Compartilhar no twitter
Rodrigo Dutra

Rodrigo Dutra

Estrategista de marca e especialista de conteúdo, minha missão é encontrar formas de flexibilizar e personalizar o aprendizado para que alunos irem além de seus potenciais.

Gostou? Deixe sua opinião

Quer inovar a jornada educacional?

Seja um líder educacional e inscreva-se em nossa newsletter.

Esse website usa cookies para melhorar a sua experiência de navegação