A interdisciplinaridade é um assunto muito discutido na educação, sendo algo cada vez mais esperado pelos pais e alunos.

Por isso, este artigo explora o conceito de interdisciplinaridade, destacando sua significância na educação e oferecendo exemplos práticos de como esta pode ser implementada na escola. Boa leitura!

Banner oferecendo o Guia das Metodologias Ativas para escolas gratuitamente para criar aulas interativas.

O que é interdisciplinaridade?

A interdisciplinaridade é uma abordagem de ensino que integra conhecimentos e métodos de diferentes disciplinas para abordar temas ou problemas de maneira mais holística e completa.

Ou seja, em vez de pensar de forma bem dividida: história é história, matemática é matemática, ciências é ciências, tudo é trabalhado junto.

Em suma, uma situação ou problema é trabalhado de forma integral, usando várias disciplinas.

Assim, caracteriza-se pela:

Importância da interdisciplinaridade na educação

A interdisciplinaridade é essencial na formação docente, pois promove uma visão holística dos objetos de análise, o que é fundamental para a educação contemporânea.

Este enfoque permite que os alunos expandam seu desejo de aprender ao longo da vida, rompendo com a visão fragmentada do conhecimento que prevaleceu até então.

Além disso, estratégias de ensino inovadoras e criativas são necessárias para superar a fragmentação do conhecimento.

Para isso, pode-se recorrer às metodologias ativas de aprendizagem para inovar usando a interdisciplinaridade.

A interdisciplinaridade oferece numerosos benefícios, especialmente aos alunos.

Para os estudantes, ela facilita a compreensão integrada e contextualizada do conhecimento, o que aumenta a relevância e a aplicabilidade dos aprendizados em situações reais.

Além disso, a interdisciplinaridade promove uma maior flexibilidade no currículo, permitindo adaptações conforme as necessidades e os interesses dos alunos, o que pode resultar em uma experiência educativa mais personalizada e eficaz.

Dificuldades de aplicar a interdisciplinaridade na escola

A implementação da interdisciplinaridade exige mudanças significativas na didática e no currículo escolar, por isso muitas vezes não é utilizada ou é aplicada de forma superficial.

Isso porque ela inclui a integração de diferentes disciplinas em projetos comuns, a chamada aprendizagem baseada em projetos, que permitam aos alunos ver as conexões entre os diversos campos do saber.

Essa abordagem também requer que os educadores repensem suas práticas pedagógicas, coisa que nem sempre é bem aceita.

Exemplos de interdisciplinaridade na escola

A interdisciplinaridade nas escolas pode ser aplicada de diversas formas, conheça as mais comuns:

Projetos interdisciplinares

Projetos interdisciplinares, como os que combinam história e matemática, permitem aos estudantes explorar temas democráticos antigos enquanto aplicam estatísticas em pesquisas atuais, mostrando a aplicabilidade dos conhecimentos em contextos reais.

Esses projetos não apenas facilitam a compreensão integrada dos saberes, mas também promovem habilidades como curiosidade e autonomia, preparando os alunos para os desafios contemporâneos.

Veja exemplos de projetos interdisciplinares neste artigo.

Aprendizagem baseada em problemas

Na ABP, os alunos enfrentam situações que exigem uma abordagem interdisciplinar e sistêmica, desenvolvendo competências técnicas e emocionais essenciais para a sua futura atuação profissional.

Eles precisam resolver um problema, normalmente em grupo, que precisa de conhecimento de várias áreas para ser resolvido, por exemplo:

Este método incentiva uma aprendizagem mais engajada e significativa, permitindo que os estudantes se tornem protagonistas de seu processo educativo.

Projetos Escolares

Os projetos escolares que adotam a interdisciplinaridade proporcionam uma experiência educativa mais rica e menos fragmentada.

Esses projetos são grandes eventos que envolvem todas as disciplinas, por exemplo:

Banner oferecendo gratuitamente o infográfico de intervenções pedagógicas. Clique para baixar.

Interdisciplinaridade vs. outras formas de integração pedagógica

A interdisciplinaridade não é a única abordagem que envolve a mescla de disciplinas, conheça outras.

Multidisciplinaridade

Na multidisciplinaridade, as disciplinas podem estar alinhadas em torno de um tema comum, mas cada uma contribui com sua perspectiva específica sem necessariamente buscar conexões profundas entre elas.

Isso pode resultar em uma visão mais ampla e diversificada sobre um tema, porém, sem a integração essencial que caracteriza a interdisciplinaridade.

A multidisciplinaridade, portanto, muitas vezes se limita a uma justaposição de conhecimentos, sem a interação efetiva entre as disciplinas.

Por exemplo, em um bimestre, em geografia se estuda as consequências da 2° Guerra Mundial, em quimíca os efeitos nucleares, em história a Guerra em si… mas nada é feito de forma conectada, apenas multidisciplinar.

Pluridisciplinaridade

Pluridisciplinaridade e multidisciplinaridade são frequentemente utilizadas como sinônimos.

Ambas envolvem a colaboração entre disciplinas que, apesar de trabalharem juntas, mantêm seus métodos e conteúdos separados.

Transdisciplinaridade

A transdisciplinaridade vai além, propondo uma integração que transcende as fronteiras disciplinares.

Esta abordagem não só colabora entre as disciplinas, mas busca uma unidade de conhecimento que conecta e integra diferentes áreas, promovendo uma compreensão holística e complexa do mundo.

A transdisciplinaridade envolve uma intercomunicação tão intensa que as fronteiras disciplinares se tornam quase imperceptíveis.

Desafios da Implementação Interdisciplinar

A implementação da interdisciplinaridade enfrenta diversos obstáculos significativos, dentre eles as Barreiras institucionais e a Resistência dos educadores.

Esses desafios refletem a complexidade de reestruturar sistemas educacionais que há muito tempo se baseiam em disciplinas isoladas.

Barreiras Institucionais

As escolas e instituições de ensino muitas vezes se veem presas a estruturas curriculares rígidas e a uma divisão disciplinar tradicional, o que dificulta a implementação de práticas interdisciplinares.

Os próprios pais exigem que se siga o material didático segmentado. Além disso, quase todos os vestibulares trabalham as matérias de forma mais separada.

Resistência dos Educadores

Outro desafio significativo é a resistência por parte de alguns educadores, que podem sentir-se desconfortáveis ou despreparados para integrar diferentes disciplinas em sua prática pedagógica.

No entanto, esses desafios, embora significativos, destacam a importância de continuar a promover a interdisciplinaridade como uma abordagem vital para a evolução do ensino, preparando melhor os estudantes para as complexidades do mundo moderno.

Conclusão

A interdisciplinaridade faz parte da realidade das escolas e não há muito para onde fugir.

Portanto, que tal começar a aplicar práticas interdisciplinares em sua escola? Baixe nosso e-book grátis!

Referências


https://www.scielo.br/j/icse/a/DC3DXHvJpTYfKzNdrRgX9Nj/?form
https://jornal.usp.br/institucional/transdisciplinaridade-e-interdisciplinaridade-no-caminho-da-usp-do-futuro/
https://periodicos.fclar.unesp.br/iberoamericana/article/download/11257/7491/33288
 https://repositorio.pucrs.br/dspace/bitstream/10923/12073/2/A_Interdisciplinaridade_na_escola_dificuldades_e_desafios.pdf
https://revistas.uneb.br/index.php/cenaseducacionais/article/download/5152/3226/
https://periodicos.ifsul.edu.br/index.php/thema/article/download/568/689/3332
https://unibr.com.br/revistamatter/2014/12/03/um-estudo-sobre-interdisciplinaridade/