microlearning

Microlearning: como melhorar a retenção dos alunos

Compartilhe
Compartilhar no facebook
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no email
Compartilhar no twitter

Imagine uma estratégia de ensino na qual o foco está em pequenas atividades que podem ser solucionadas em poucos minutos. Estamos falando d microlearning ou micro aprendizagem, um recurso que é um aliado das metodologias de ensino híbrido.

Nesta postagem, apresentamos esse novo conceito e trazer ideias inspiradoras para usá-la como uma ferramenta de ensino poderosa. Continue conosco e aproveite a leitura!

O que é microlearning?

Microlearning ou micro aprendizagem consiste no ensino que acontece em pequenos pedaços e em um curto espaço de tempo.

A primeira vez que esse termo foi usado foi em 1963, no livro The Economics of Human Resources (sem tradução), de Hector Correa. O conceito passou a ser aplicado a partir dos anos 1990, quando a internet tornou possível o acesso a novas formas de aprendizagem.

Recentemente o conceito vem ganhando força, principalmente através do uso de smartphones na educação. Nesse ponto é importante diferenciar entre o microlearning e m-learning, que deriva da expressão aprendizagem mobile.

Se você quiser saber mais sobre estratégias e metodologias que utilizam o celular para o aprendizado, sugerimos que leia o nosso post M-learning: como a conectividade pode revolucionar a aprendizagem.

Porque falar sobre micro aprendizagem?

O ser humano tem a capacidade de compreender melhor um assunto quando dedica o foco em um curto espaço de tempo. Isso se torna ainda mais evidente em atividades online, porque a internet é um ambiente ideal para a distração.

Assim como no computador, quando absorvemos uma quantidade grande de informação rapidamente, podemos experimentar uma sobrecarga.

Por outro lado, nossa capacidade de retenção aumenta quando consumimos conteúdo em pequenos intervalos, e isso é ainda mais eficaz quando interagimos sobre aquilo que estamos estudando.

O engajamento ativo é um dos muitos benefícios do microlearning. Promover o envolvimento ativo pode ajudar a aumentar a compreensão e a desenvolver no aluno uma conexão pessoal com seu aprendizado, garantindo maior autonomia ao processo.

Podemos caracterizar a micro aprendizagem através de:

  • Atividades curtas: atividades que podem ser realizadas em intervalos de tempo  de 3 a 5 minutos, e tarefas que podem ser concluídas rapidamente.
  • Pequenos pedaços: No microlearning, o material é apresentado em pequenas frações, para ajudar a melhorar a compreensão do aluno e para aumentar a retenção de informações.
  • Objetivos: o foco é se concentrar em um objetivo de aprendizagem de cada vez.
  • Variedade: O conteúdo pode ser apresentado por meio de ferramentas multimídia em diferentes formatos, trazendo maior dinamismo ao processo de aprendizagem.
  • Aprendizado mobile: os alunos podem acessar facilmente o conteúdo usando seus smartphones e outros dispositivos digitais.

Benefícios do Microlearning

Existem várias razões para aplicar o microlearning na sua escola. Em um mundo cheio de distrações, a micro aprendizagem se torna uma resposta adequada a essa variedade de distrações.

1. Melhora a retenção

O Microlearning pode ajudar a aplicar conteúdos com um grande potencial de retenção, mesmo que o aluno esteja cercado por outros estímulos.

Assim como acontece com um novo aplicativo que viraliza, os jovens têm a capacidade de se adequar a novidades que sejam mais atraentes, e atividades curtas permitem que essa característica seja usada também na educação.

2. Maior engajamento dos alunos

Os alunos se divertem! Sabemos que o estudante que gosta da aula é mais engajado, e maior engajamento está diretamente associado com melhores resultados de aprendizagem.

Trazer o ensino para uma abordagem mais próxima do dia a dia do jovem permite que estratégias possam ser adotadas em diversos contextos.

2. Fácil memorização de conceitos

Atividades curtas seguidas por intervalos entre outras aulas é uma combinação ideal para a nossa capacidade de memorização.

O cérebro humano é projetado para manter o foco e aprender por períodos mais curtos, e oferecer aulas menores para as pessoas condiz com a nossa tendência natural de aprender em intervalos menores, devido aos limites da capacidade de retenção de informação.

Desvantagens do Microlearning

No entanto, o microlearning tem alguns pontos negativos. Atividades curtas são excelentes para o ensino de conceitos básicos, mas alguns conteúdos exigem uma visão geral sobre o assunto para a sua melhor compreensão.

Uma vez que a base do conteúdo foi passada, pode ser importante aplicar a matéria com mais aprofundamento.

Cabe ao professor administrar quais assuntos podem ser abordados com o auxílio da micro aprendizagem e quais merecem maior atenção e tempo.

Como ela pode ser aplicada na escola?

As atividades de micro aprendizagem devem ser apresentadas como parte de um contexto maior. O educador deve fornecer uma visão geral do conteúdo para que os alunos possam se guiar durante seu processo individual.

É necessário ter consciência de que o objetivo educacionais das micro atividades é dominar conceitos básicos, úteis na disciplina, e que esse conhecimento pode evoluir de forma independente. Cada lição deve focar em um objetivo, que será desenvolvido ao longo da aula.

Uma ferramenta muito importante na implementação é o vídeo, que ajuda a aumentar o envolvimento do estudante. É importante também que a mídia tenha curta duração, em torno de 4 minutos, sendo objetivo ao máximo.

Após a exibição do material, é importante que os alunos apliquem o conhecimento imediatamente, com atividades que transfiram o que foi aprendido para outros contextos.

Existem muitas maneiras de usar o microlearning antes, durante ou depois das aulas. Aqui estão 3 perspectivas desse uso nas atividades da sua escola.

  • Sala de aula invertida: faça uma sequência de conceitos curtos e mande para seus alunos ler antes da aula. No modelo híbrido da sala de aula invertida, os alunos podem acessar o conteúdo em casa e usar o tempo da aula para discussões e trabalhos práticos.

Saiba mais >> 12 pros e contras de uma sala de aula invertida

  • Ensino personalizado: Experimente fornecer uma seleção de tópicos e deixe os alunos escolherem. Permitir que os alunos acessem uma biblioteca de recursos lhes dará liberdade para explorar e os manterá em sua zona de aprendizagem.
  • Plantão digital: Com conteúdos de fácil consumo, as dúvidas muitas vezes podem impedir o entendimento de conceitos chaves. Para isso, ferramentas como a monitoria digital através de aplicativo se torna uma ótima opção, pois resolve qualquer dúvida no momento que o aluno mais precisa, imediatamente.
  • Avaliação otimizada: As atividades curtas também podem ajudar os professores a avaliar se o aprendizado ocorreu em sala de aula. Apesar de em maior quantidade, as tarefas podem ser melhor distribuídas, e em vez de gastar o tempo avaliando, o educador pode focar em questões mais específicas: Quem está indo bem? Quem está com dificuldades? Quais alunos precisam de maior atenção?

Conclusão

Para o educador, o microlearning ou micro aprendizagem deve ser considerada como parte de uma metodologia de aprendizagem mais ampla.

Ela tem bons resultados na retenção de conteúdo a um nível superficial, e pode ser uma importante aliada para maximizar o processo de aprendizagem e trazer mais engajamento para a aula.

O ideal é combinar o micro aprendizado com outras metodologias, como modelos de ensino híbrido que utilizam a tecnologia como mediadora do conhecimento.

Fontes:

Nine ways to use microlearning in your teaching

Microlearning: A Complete Guide

Microlearning in the Classroom

Compartilhar
Compartilhar no facebook
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no email
Compartilhar no twitter
Rodrigo Dutra

Rodrigo Dutra

Estrategista de marca e especialista de conteúdo, minha missão é encontrar formas de flexibilizar e personalizar o aprendizado para que alunos vão além de seus potenciais.

O que achou do artigo? Nos conte.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Newsletter

Inscreva-se para receber conteúdo sobre ensino híbrido e personalização da aprendizagem no seu e-mail.

Quer inovar a jornada educacional?

Seja um líder educacional e inscreva-se em nossa newsletter.