Na complexa estrutura de gestão escolar, o papel do orientador educacional surge como um farol a guiar tanto estudantes quanto a comunidade escolar por caminhos que conduzam ao sucesso acadêmico e pessoal.

Atuando como um elo crucial entre a rotina de estudos, as dificuldades de aprendizagem e o desenvolvimento emocional e social dos alunos, o orientador educacional transforma a experiência educacional em algo mais significativo e personalizado.

Por isso, neste artigo, entenda como funciona o trabalho da orientadora educacional e do orientador pedagógico, sua função, rotina e prática! Boa leitura.

Banner oferecendo gratuitamente o infográfico de intervenções pedagógicas. Clique para baixar.

O que é Orientador Educacional?

O orientador educacional é um membro crucial da gestão escolar, trabalhando ao lado do diretor e do coordenador pedagógico.

Este profissional é responsável primordialmente pelo desenvolvimento pessoal de cada aluno, apoiando na formação cidadã e na reflexão sobre valores morais e éticos, além de mediar conflitos.

Apoio ao desenvolvimento pessoal

O orientador escolar guia os alunos em seu desenvolvimento pessoal, focando na formação de valores, atitudes, emoções e sentimentos.

Por isso, ele costuma ser responsável por palestras, testes educacionais, realização de avaliação diagnóstica quando algum aluno vai se matricular na escola e orientação vocacional.

Mediação de conflitos

Além disso, a orientadora pedagógica atua mediando conflitos entre alunos, professores e outros membros da comunidade escolar, promovendo um ambiente de aprendizado saudável.

Por isso, é ele quem marca uma reunião entre professor e aluno, por exemplo.

Diálogo com a comunidade

Essencialmente, o orientador escolar serve como uma ponte entre a escola e a comunidade, facilitando o diálogo e entendendo as expectativas de ambas as partes.

Assim, é ele quem marca uma reunião entre pais e professores, por exemplo.

Em escolas que não há orientadora pedagógica, o coordenador realiza essa função.

Orientador educacional não é psicólogo educacional

Embora possa ser confundido com um psicólogo devido ao seu envolvimento com problemas de convivência e dificuldades de aprendizagem, o papel do orientador educacional é fundamentalmente pedagógico e não terapêutico.

Por isso, ele colabora estreitamente com os professores para entender e melhorar os comportamentos dos alunos, focando no chamado “currículo oculto” que inclui a aprendizagem de valores e a construção de relações interpessoais.

É claro, nada impede um psicólogo educacional de exercer a função de orientador pedagógico caso ele tenha essas competências pedagógicas também.

Atuação além das salas de aula

O trabalho do orientador não se limita ao espaço físico da escola.

Ele deve circundar os ambientes escolares, interagindo diretamente com os alunos para entender suas necessidades e comportamentos, e assim, propor encaminhamentos mais adequados. Além disso, o orientador educacional deve estar ciente da legislação educacional do país, participando ativamente na organização e realização do projeto político-pedagógico da escola.

Essas atividades demonstram a importância do orientador educacional no contexto escolar, sendo um facilitador essencial para o desenvolvimento integral dos alunos e para a harmonia entre os diversos elementos da comunidade educacional.

Quem pode ser orientador pedagógico?

Para se tornar um orientador pedagógico, é essencial possuir uma formação acadêmica específica.

Conforme a legislação, o exercício da profissão é privativo dos licenciados em pedagogia, habilitados em orientação educacional, com diplomas expedidos por estabelecimentos de ensino superior oficiais ou reconhecidos.

Além disso, portadores de diplomas ou certificados de orientador educacional obtidos em cursos de pós-graduação, ministrados por estabelecimentos oficiais ou reconhecidos e devidamente credenciados pelo Conselho Federal de Educação, também estão habilitados a exercer a profissão.

As principais funções e responsabilidades de um orientador educacional

O orientador pedagógico tem várias funções dentro da escola, veja algumas delas em seguida:

Suporte aos Estudantes

O orientador educacional desempenha um papel fundamental no suporte individual aos estudantes, auxiliando-os a enfrentar desafios emocionais, sociais e acadêmicos.

Este profissional ajuda na escolha de disciplinas, carreiras e planos futuros, fornecendo orientações e informações relevantes.

Além disso, identifica e apoia estudantes com necessidades especiais ou dificuldades de aprendizagem, encaminhando-os para os recursos e serviços adequados.

Banner oferecendo gratuitamente o infográfico de intervenções pedagógicas. Clique para baixar.

Mediação de Conflitos

Atuando como mediador, o orientador educacional intervém em situações de conflito entre estudantes, professores e pais, buscando soluções construtivas.

Por isso, é comum para o orientador pedagógico

Trabalho em conjunto com professores e pais

Além disso, o orientador escolar colabora muito com professores, fornecendo informações sobre:

Nesse sentido, ele também estabelece uma comunicação efetiva com os pais, mantendo-os informados sobre o progresso e bem-estar de seus filhos e envolvendo-os ativamente no processo educacional.

Em suma, podemos dizer que a orientação pedagógica é a ponte entre a escola e os pais.

Diferença entre orientador educacional e coordenador pedagógico

Ao analisar essas funções, parece ter coisas em comum com o coordenador pedagógico, não é?

De fato, a coordenadora pedagógica pode realizar parte das funções do orientador pedagógico caso a escola não tenha um orientador escolar, o que é a realidade mais comum.

Mas então, qual a diferença entre orientador pedagógico e coordenador pedagógico? Entenda em seguida.

O orientador educacional é primordialmente focado no aluno, atuando como um mediador que auxilia na articulação entre docentes, alunos e pais, promovendo o desenvolvimento pessoal, social e emocional dos estudantes.

Por outro lado, o coordenador pedagógico tem foco maior nos professores, oferecendo suporte e orientação nas práticas pedagógicas.

É o coordenador pedagógico quem é responsável por garantir a qualidade do ensino, avaliando e orientando os professores para otimizar a aprendizagem dos alunos.

Ele também desempenha um papel importante na elaboração e cumprimento do Projeto Político Pedagógico (PPP), garantindo que os objetivos educacionais sejam alcançados.

Logo, cada um contribui de maneira única para o sucesso e bem-estar dos estudantes e para a eficácia do processo educacional.

A importância do orientador educacional nas instituições de ensino

Embora não esteja presente em todas as instituições de ensino, o orientador educacional pode impactar muito no desempenho dos alunos e no bem-estar escolar.

Impacto no Desempenho dos Estudantes

  1. Apoio ao Desenvolvimento Pessoal: O orientador escolar é fundamental para o desenvolvimento pessoal dos alunos, ajudando-os a formar valores, atitudes, emoções e sentimentos.
  2. Auxílio na Compreensão dos Comportamentos: Além de apoiar os alunos, o orientador educacional auxilia os professores a compreenderem melhor o comportamento dos estudantes. Isso permite que os docentes desenvolvam estratégias de ensino mais eficazes, adaptadas às necessidades individuais de cada aluno, contribuindo assim para a melhoria do desempenho acadêmico.
  3. Mediação de Conflitos: A habilidade de mediar conflitos é outra contribuição importante do orientador educacional. Ao resolver desavenças e promover um ambiente de aprendizado mais harmonioso, este profissional ajuda a eliminar barreiras que podem prejudicar o desempenho dos estudantes.

Contribuição para o Ambiente Escolar

  1. Promoção da Inclusão: O orientador pedagógico desempenha um papel crucial na promoção da inclusão escolar. Seu trabalho junto aos alunos com necessidades especiais é um fator chave para garantir que todos tenham acesso à educação de qualidade e possam participar ativamente da vida escolar.
  2. Fortalecimento da Comunidade Escolar: Atuando como uma ponte entre a escola e a comunidade, o orientador educacional fortalece os laços entre a instituição, os alunos, e suas famílias. Este profissional facilita o diálogo e a compreensão mútua, contribuindo para um ambiente escolar mais integrado e acolhedor.

Conclusão

Ao longo deste artigo, discutimos o papel vital do orientador escolar dentro das instituições de ensino, destacando como esse profissional opera na vanguarda do desenvolvimento pessoal, emocional e acadêmico dos alunos.

Assim, por meio de seu trabalho multidimensional – que inclui desde a mediação de conflitos até o apoio no desenvolvimento de competências socioemocionais e a orientação para a carreira – o orientador educacional é peça-chave para a criação de um ambiente educacional acolhedor, inclusivo e eficaz.

Para facilitar esse trabalho, nós disponibilizamos um modelo de acompanhamento pedagógico, baixe gratuitamente abaixo!

modelo de relatório de acompanhamento pedagógico

Referências


https://educacaopublica.cecierj.edu.br/artigos/19/12/contribuicoes-do-orientador-educacional-para-a-permanencia-e-exito-estudantil-na-educacao-profissional-tecnica-de-nivel-medio
https://monografias.brasilescola.uol.com.br/educacao/o-papel-orientador-educacional-no-ambito-escolar.htm
https://pt.scribd.com/document/293677470/Competencias-e-Atribuicoes-Do-Orientador-Educacional
https://periodicos2.uesb.br/index.php/rid/article/view/11731
https://gestaoescolar.org.br/conteudo/233/o-papel-do-orientador-educacional
https://monografias.brasilescola.uol.com.br/educacao/o-papel-orientador-educacional-no-ambito-escolar.htm
https://meuartigo.brasilescola.uol.com.br/pedagogia/o-papel-orientador-educacional-na-educacao-inclusiva.htm