gestores educacionais conversando no trabalho

Como fazer um processo de recrutamento e seleção de professores?

Compartilhe

Sumário

Uma instituição de ensino é reconhecida pela qualidade da sua equipe pedagógica. Por esse motivo, o processo de recrutamento e seleção de professores é uma etapa muito importante para garantir um elenco de profissionais competentes e inovadores.

Um processo seletivo eficiente traz reflexos para o processo de ensino aprendizagem e para o desempenho dos estudantes, além de representar um importante diferencial competitivo em relação às outras escolas.

Para recrutar e selecionar professores, a gestão escolar deve prestar atenção em algumas etapas e se preparar para um longo processo que começa antes mesmo que as vagas estejam disponíveis.

Neste artigo, vamos compreender quais são as etapas de um processo de recrutamento e seleção de professores e qual a importância de cada fase. Boa leitura!

Qual é a importância do processo de recrutar e selecionar professores?

O processo seletivo para professores é uma das ações mais importantes para o funcionamento dos recursos humanos de uma escola. É através desse processo que serão contratadas as pessoas mais adequadas para as vagas, trazendo, entre outros benefícios, aumento na produtividade, melhora no processo de ensino aprendizagem e redução da evasão escolar.

A seleção dos profissionais não significa escolher o melhor candidato ou aquele que apresenta índices e qualidades mais elevadas, mas selecionar, entre os melhores, o candidato que mais se adequa à proposta pedagógica da escola e à vaga disponível.

Para isso, a escola deve contar com um departamento de Gestão de Pessoas, ou de Recursos Humanos, dedicado a realizar processos seletivos e acompanhar os profissionais dentro da escola, identificando pontos de melhoria e necessidades de cada setor.

Um bom processo de recrutamento e seleção de professores traz vários benefícios para a instituição de ensino. Destacamos alguns deles:

  • Aumenta a qualidade no ensino – Com professores adequados para a vaga, o processo de ensino aprendizagem é beneficiado como um todo.
  • Destaca a escola das concorrentes – Um quadro de profissionais reconhecido na comunidade escolar é capaz de criar um importante diferencial competitivo.
  • Favorece a cultura organizacional – profissionais alinhados com o propósito da escola influenciam no clima da instituição, na motivação e no engajamento.
  • Mais inovação para a escola – professores qualificados e com interesse pela formação continuada podem abrir os horizontes da escola para o novo.
  • Atrai novos alunos – professores com boa aceitação costumam encantar seus alunos e levá-los para onde estiver dando aula.

Saiba mais: O que são escolas inovadoras?

Como funciona um processo seletivo para professor?

O processo seletivo para contratação de novos professores é composto por duas etapas: o recrutamento e a seleção. Cada momento tem suas particularidades e deve receber a atenção devida para o sucesso do processo.

O recrutamento consiste nas atividades para divulgação das vagas e convocação de candidatos para participar da seleção.

Essa etapa pode ser realizada tanto internamente, com a possibilidade de realocação dos professores dentro da escola, ou externamente, ao divulgar a vaga para o público geral.

Após a inscrição dos professores candidatos à vaga, acontece a fase de seleção. Nessa etapa, os candidatos passam por testes, entrevistas ou dinâmicas de grupo com o objetivo de classificar os melhores profissionais.

Também é importante destacar que o processo seletivo pode variar de escola para escola. Nas instituições de ensino públicas, por exemplo, a seleção geralmente acontece através de concursos públicos. Neste caso, o preenchimento das vagas depende da oferta de novos postos de trabalho pela secretaria do Estado ou do município.

Em escolas particulares, o processo seletivo costuma ser menos burocrático, e dependendo da instituição, mais ou menos longo.

Como fazer o recrutamento de professores?

A divulgação da vaga para professor é um momento importante, pois a qualidade desse processo definirá o nível dos profissionais que chegarão à próxima etapa.

É importante que o departamento de recursos humanos da escola desenvolva estratégias para atrair os interessados de forma contínua, sem precisar focar os esforços apenas quando as vagas estão disponíveis.

Uma opção para garantir possíveis candidatos é elaborar um Banco de Talentos, que consiste em um formulário para inscrição em vagas abertas no futuro. Dessa forma, o RH ganha tempo e diminui os esforços para o recrutamento e seleção de professores.

Antes de divulgar a vaga, certifique-se que a descrição seja completa e objetiva para garantir que os candidatos inscritos cumpram bem os requisitos esperados para o professor.

A escola também deve ser transparente em relação ao seu projeto pedagógico, fazendo com que profissionais alinhados aos objetivos pedagógicos sejam impactados pela vaga.
Para divulgar a vaga, utilize as técnicas de marketing educacional que explicamos neste artigo. O anúncio deve ser veiculado nos lugares certos, como sites de recrutamento, redes sociais, e em meios tradicionais, como jornais da cidade e em pontos físicos da escola.

Como fazer a seleção de professores?

Após realizar o recrutamento de candidatos para as vagas disponíveis na escola, é a hora de selecionar quais professores serão contratados. Essa etapa exige bastante cuidado, pois além do tempo e dos custos relacionados à contratação, uma escolha errada pode comprometer o sucesso da proposta pedagógica da escola.

A seleção deve ser realizada por uma equipe multidisciplinar, composta por profissionais de recursos humanos, psicólogos, coordenadores, diretores e outros membros, com o objetivo de avaliar os conhecimentos e habilidades específicas para cada etapa da seleção.

Confira, a seguir, um exemplo de processo de seleção para professores composto por cinco etapas:

Análise curricular

O primeiro passo no processo de seleção é a análise dos currículos dos candidatos. Todos os currículos devem ser avaliados para filtrar os candidatos que correspondem às exigências mínimas para a vaga.

Na hora de analisar os currículos, é importante observar a formação do candidato, as experiências de trabalho anteriores, cursos complementares e atividades extracurriculares.

Avaliação de conhecimentos gerais

Após o primeiro filtro, os candidatos selecionados passam por uma avaliação geral, na qual são testados os conhecimentos na área da Educação. O objetivo é conhecer mais sobre o profissional e entender se o candidato se encaixa no projeto pedagógico da escola.

Nesta etapa, também avalia-se a capacidade que o candidato tem para expressar suas ideias, seus conhecimentos relacionados às políticas educacionais e o interesse do profissional em sua formação como professor.

Essa etapa pode ser realizada individualmente ou em grupo, com duração de uma hora e 30 minutos.

Dinâmica de grupo

As dinâmicas de grupo tem o objetivo de conhecer melhor o candidato, suas características pessoais, personalidade, capacidade de trabalhar em equipe e socializar.

Serão avaliados alguns atributos, como nível de raciocínio, comunicação, argumentação, liderança, pensamento crítico, entre outros. A dinâmica de grupo consiste em uma atividade voltada para a resolução de um problema, com duração de duas horas.

Avaliação didática

Com o objetivo de simular uma situação cotidiana, o candidato deve passar por uma avaliação didática, na qual será analisada a sua competência no trabalho pedagógico.

A avaliação é composta por duas fases: a elaboração de um planejamento de aula escrito, seguido da exposição da aula. O candidato terá 40 minutos para elaborar a aula e 30 minutos para executar o seu planejamento.

Nessa etapa, será avaliada a capacidade de elaborar um plano de aula, a coerência da proposta, a didática do professor, a organização e a qualidade da exposição.

Entrevista

Após todas as etapas, espera-se que um pequeno grupo de candidatos seja selecionado para a última fase, composta por uma entrevista semi-estruturada.

Neste momento, uma equipe multidisciplinar deverá entrevistar o candidato para conhecer melhor o profissional e esclarecer dúvidas que possam surgir durante o processo seletivo.

Após o processo de seleção, a equipe avaliadora dará o parecer final sobre os candidatos, a partir de uma análise integral sobre os aspectos relevantes para a tomada de decisão.

Conclusão

O tempo dedicado ao recrutamento e seleção de professores é precioso e vale cada segundo investido. Um processo bem executado diminui os riscos de troca de professores durante o ano letivo e garante uma boa execução da proposta pedagógica da escola.

Mais do que selecionar bons profissionais, o processo seletivo é importante para fortalecer a cultura dentro da escola e formar uma equipe unida, coesa e com uma boa relação com os colegas e com os estudantes.

Neste artigo, você aprendeu como é o processo seletivo dentro das escolas. Para receber mais conteúdos como este, assine a nossa newsletter e receba semanalmente conteúdos sobre gestão escolar e educação inovadora.

Leia também:


Planejamento escolar de acordo com a BNCC: estratégia e desenvolvimento

Como reduzir a inadimplência escolar: 5 dicas para a gestão de escolas particulares

Gestão Pedagógica para escolas inovadoras: como modernizar o processo de ensino-aprendizagem

Compartilhar esse artigo:

Gostou? Deixe sua opinião

Inscreva-se para receber conteúdos e notícias sobre ensino híbrido e personalização da aprendizagem no seu e-mail toda a semana.

Quer inovar a jornada educacional?

Seja um líder educacional e inscreva-se em nossa newsletter.

Esse website usa cookies para melhorar a sua experiência de navegação