fbpx
novas tecnologias na educação

Novas tecnologias na educação: 4 tendências para acompanhar

Compartilhe

Sumário

Há poucos anos, os recursos tecnológicos nas escolas se restringiam às salas de aula de informática. Com o passar do tempo, a evolução nos trouxe escolas inovadoras e hoje educação e tecnologia andam de mãos dadas para tornar o processo de aprendizagem ainda mais completo para o aluno.

A geração Z, em especial, já nasceu em um contexto mais tecnológico. Por isso, inserir tais equipamentos em um contexto de ensino digital, sendo a escola a primeira fonte de incentivo e promoção, traz diversos benefícios.

Quer saber mais sobre as tendências educacionais do momento? Nosso texto vai apresentar 4 das novas tecnologias na educação para se atentar, além de assuntos correlatos. Boa leitura!

Quais são os benefícios das novas tecnologias na educação?

O uso da tecnologia na educação não é de hoje. No entanto, foi a pandemia do novo coronavírus que trouxe seus benefícios de forma mais intensa. Com a maioria das instituições de ensino fechadas, recorrer à tecnologia foi o caminho que mais fez sentido durante o isolamento social.

Nesse sentido, os mais diversos tipos de tecnologias na sala de aula potencializam o ensino de várias formas. A seguir, veja mais sobre os benefícios das novas tecnologias na educação.

Despertam a curiosidade

Escolas inovadoras têm um diferencial. Quanto mais os alunos são expostos a conteúdos, mais eles ficam curiosos pelo que está por vir. Isso ocorre porque o uso de tecnologia na escola desperta a curiosidade dos estudantes e traz um sentimento de novidade a cada aula ministrada.

Ao contrário das aulas antigas, que eram apenas aulas expositivas, com a figura do professor como detentor do conhecimento, hoje em dia é preciso interagir com o aluno na língua dele. Desse modo, o docente vai despertar o interesse do estudante.

Esse benefício vai além da sala de aula, aumentando o desempenho do aluno e fazendo com que ele estude em casa, trazendo ainda mais autonomia ao estudante.

Aumentam a produtividade

Utilizar recursos tecnológicos em sala de aula pode ser algo diferente, especialmente no início. Ocorre, entretanto, que, ao encontrar o ponto de equilíbrio entre conteúdo e o meio de apresentá-lo, é possível aumentar a produtividade de uma aula.

novas tecnologias na educação ajudando aluna em sala de aula
pexels.com

Todos os benefícios que as novas tendências tecnológicas trazem para a escola culminam em melhores resultados, inclusive em termos de tempo gasto e aprendizado.

A produtividade não é maior apenas para o aluno, mas também para o professor, visto que planejar aulas com recursos tecnológicos costuma ser mais fácil, assim como ministrar as classes. Isso porque, por serem mais divertidas, é mais fácil engajar o estudante.

Adicionalmente, a correção de atividades e o ato de engajar os estudantes na aula também se torna mais fácil, já que podem ser feitas de forma automática como no Google Classroom. No geral, a escola toda se torna ainda mais produtiva.

Fazem das aulas mais atrativas

O grande segredo para reter alunos, ter várias matrículas e evitar as faltas é ter aulas mais atrativas. Um grande aliado nesse sentido é o uso de tecnologias educacionais

Assim, escolas inovadoras que já aderiram ao ensino digital tendem a atrair os seus alunos, já que as aulas são sempre dinâmicas e diferentes.

O aluno se sente mais incentivado e feliz ao ir a uma escola na qual sabe que vai poder interagir com recursos tecnológicos interessantes ao mesmo tempo em que aprende.

Prendem a atenção

O uso da tecnologia na educação serve, também, para chamar a atenção dos alunos. O crescente uso de redes sociais e aplicativos de vídeos curtos faz com que a nossa atenção esteja cada vez mais curta, então ficamos imediatistas.

Podemos dizer isso, de modo especial, dos alunos dessa geração, pois já nasceram imersos em conteúdos tecnológicos e modernos.

Por isso, desfrutar de um (ou mais) recursos tecnológicos em aula auxilia o professor a prender a atenção dos alunos, a ter mais controle de turma e a melhorar o aprendizado de modo geral.

Melhoram o aproveitamento escolar

A tecnologia na escola auxilia não apenas os professores a trazerem mais dinamismo para o ambiente escolar, mas se torna uma ferramenta da relação ensino-aprendizagem.

Ao aplicá-la de forma criativa, adaptando-a à realidade de cada turma, o resultado final é o bom aproveitamento escolar.

Isso é uma grande vantagem para alunos e educadores, estendendo-se ao desempenho da instituição como um todo. 

Qual é o papel do professor diante das novas tecnologias na educação?

Falar sobre os benefícios das tecnologias na escola é algo que apenas é possível por meio da atuação do professor. Por isso, esse profissional é essencial. Este exerce uma posição estratégica na condução do processo ensino-aprendizagem.

Afinal, o que são recursos tecnológicos de ensino sem um condutor que saiba quando utilizá-los? Sem alguém que guie a turma acerca do uso e atualizações tecnológicas, os recursos tornam-se inúteis para fins de aprendizado.

novas tecnologias na educação ajudando professora em sala de aula
pexels.com

Adicionalmente, os professores são encarregados de escolher os melhores recursos tecnológicos a serem usados para cada grupo de alunos. Vale ressaltar que cada turma e aluno, em sua individualidade, possui níveis diferentes de maturidade e conhecimento.

Exatamente por isso, cabe ao professor agir como mediador das tecnologias e incentivar a curiosidade nos alunos. Para que, como resultado, estes utilizem de melhor modo os recursos de aprendizado.

Ressalta-se que a relação entre professor e tecnologia é de complementação, e não de substituição. Os educadores ainda são peças-chave para utilizar os recursos novos, assim como escolher os melhores para cada um dos alunos.

Exemplos de tecnologia na educação em alta

Desde 2020, vimos um aumento no uso de tecnologia na escola durante a pandemia. No entanto, esse processo não começou em 2020 e nem vai parar por aí. A tendência é que suas possibilidades sejam cada vez mais exploradas por instituições de ensino.

Veja, a seguir, 4 tendências para acompanhar nesse sentido.

1. Ambiente virtual de aprendizagem

O ambiente virtual de aprendizagem, também chamado de AVA ou sala de aula digital, é um sistema especialmente desenvolvido para a ministração de aulas on-line, de modo que os conteúdos podem ser facilmente dispostos no software e acessados pelos alunos.

novas tecnologias na educação ajudando no aprendizado
pexels.com

Algumas salas de aulas digitais permitem a execução de vídeos ao vivo, com participação dos alunos, outras restringem-se à execução de vídeos. Em todo caso, esse tipo de ambiente possibilita que o processo de aprendizagem remoto ocorra.

Na atualidade, a maioria das instituições de ensino utiliza este recurso para oferecer seus conteúdos em cursos híbridos. Escolas e universidades no geral também estão se adaptando a essa tendência, de modo que seus alunos possam desfrutar da continuidade do aprendizado, com acompanhamento correto e intervenção pedagógica – através da tutoria – quando necessário.

A sala de aula digital possibilita o ensino 100% a distância ou híbrido. Apesar de já conhecida, a metodologia híbrida de ensino acabou se tornando ainda mais popular no durante a pandemia do novo coronavírus em 2020.

Com isso, o AVA é uma tendência cada vez mais crescente por sua praticidade e eficiência. O ambiente virtual de aprendizagem ainda tem o benefício de poder se integrar com outras tecnologias da educação, como a inteligência artificial ou a personalização do ensino, esta que vamos falar mais adiante.

2. Personalização do Ensino

A personalização do ensino, também conhecida como personalização da aprendizagem ou ensino adaptativo, diz respeito a colocar os alunos como protagonistas da relação ensino-aprendizagem. Dessa forma, o aluno é quem dita como vai ser ensinado e qual será a ênfase em cada tema ou assunto.

novas tecnologias na educação ajudando no aprendizado individual
pexels.com

Devem ser valorizadas as habilidades do estudante, assim como suas preferências e dificuldades, que vão ajudar a personalizar o ensino dele.

Por isso, o professor tem um papel essencial: o de orientação. Assim, para ajudar o aluno na busca pela autonomia, o professor apresenta as novas tecnologias e utiliza de diversos recursos presentes no ensino digital da atualidade a fim de personalizar o ensino.

Nesse sentido, o TutorMundi é uma ferramenta excelente. A tutoria é um modo de ajudar os alunos a melhorarem seus resultados nas escolas. Esse aumento de desempenho pode chegar a 98%, de acordo com o Massachusetts Institute of Technology (MIT).

O TutorMundi conecta alunos do mundo todo a autores das melhores instituições de ensino do país, e tudo isso em qualquer hora e lugar!

O aplicativo oferece uma experiência de ensino personalizada, sem necessidade de marcar horário. Os estudantes podem tirar dúvidas de diversas matérias e até mesmo desfrutar de correções de redações.

3. Microlearning

Você já ouviu falar do microlearning, ou microaprendizagem? Essa tendência consiste em fragmentar o conteúdo a ser apresentado para o aluno, em sessões curtas, com o objetivo de facilitar a compreensão e a absorção.

Uma concepção equivocada que algumas pessoas têm do microlearning é que esta é uma espécie de resumo do conteúdo. Não se trata disso. Apenas consiste em controlar o que é apresentado ao aluno, em parcelas menores, para que haja fixação do conteúdo.

aluno engajado com novas tecnologias na educação
pexels.com

Ele se baseia no fato de que o modo de assimilação de conteúdo mudou das últimas décadas para cá, especialmente com as novas mídias. Assim, como as mídias e redes sociais trazem sempre conteúdos curtos, a capacidade de prestar atenção em coisas longas diminuiu.

Portanto, em uma geração conectada, quanto mais conciso o processo de aprendizagem for no momento de apresentar a matéria, mais efetivo o aprendizado vai ser.

Por isso, é mais fácil fazer o estudante assimilar a disciplina, da mesma forma que facilita as revisões.

 De forma conjunta ao microlearning, é possível utilizar diversas formas de transmissão, geralmente aliadas ao meio digital, como jogos e gamificação, animações, entre outras.

4. Tecnologia assistiva na educação

Quando falamos em educação inclusiva e tecnologia assistiva, esses termos dizem respeito ao uso de equipamentos, de recursos, de técnicas e de metodologias que promovem a participação de estudantes que são pessoas com deficiência no dia a dia escolar.

aluna estudando com novas tecnologias na educação
pexels.com

Uma grande vantagem é a tecnologia assistiva. Por exemplo, ao trazer computadores acessíveis para deficientes visuais, você torna a escola muito mais inclusiva. 

Visando incluir cada vez mais os estudantes, é possível oferecer diversos recursos de ensino para pessoas com deficiência, tais como:

  • Livros digitais, interativos e com audiodescrição;
  • Aparelhos de escuta assistida;
  • Auxílios visuais diversos, desde slides, legendas a imagens;
  • audiodescrição das imagens.

Quais os desafios da educação digital no Brasil?

Por fim, vamos falar um pouco sobre o cenário e contexto brasileiros no que tange à implementação da educação digital. Veja mais!

Apesar de todos os seus benefícios e relativa boa adesão durante a pandemia do novo coronavírus, nosso país ainda não apresenta uma infraestrutura tecnológica que seja acessível a todos os alunos.

Exatamente por isso, algumas das novas tecnologias educacionais encontram o seu primeiro desafio: o acesso. Em um contexto ideal, o acesso de todos os estudantes a determinadas tecnologias, tanto em escolas quanto nas casas, seria total, dispondo as escolas e residências de equipamentos adequados.

No entanto, a realidade que vemos é bastante diferente: alunos carentes acabam tendo menor acesso a determinados recursos tecnológicos, infelizmente.

Outro desafio é a resistência, por parte de alguns coordenadores e diretores, a novos processos. Apesar de existirem diversas vantagens em adotar novas tendências que modernizam a educação, algumas instituições de ensino ainda se mostram hesitantes nesse sentido.

Para resolver esse impasse, o melhor a se fazer é se informar acerca dos benefícios da adoção de tendências de ensino novas e mais voltadas a preceitos tecnológicos atualizados.

Conclusão

A tecnologia chegou para transformar e melhorar processos. Inclusive na área da educação. As novas tecnologias na educação já são uma realidade no Brasil. Saber mais sobre essas tendências é essencial para se manter informado acerca da área.

Você já conhecia sobre o uso da tecnologia na educação? Gostou de saber mais a respeito do assunto? Esperamos que sim!

Aproveite a oportunidade e não saia do nosso post sem baixar nossas 41 ferramentas para aulas online!

Compartilhar esse artigo:

Gostou? Deixe sua opinião

Inscreva-se para receber conteúdos e notícias sobre ensino híbrido e personalização da aprendizagem no seu e-mail toda a semana.

Quer inovar a jornada educacional?

Seja um líder educacional e inscreva-se em nossa newsletter.

Esse website usa cookies para melhorar a sua experiência de navegação